Documentário espanhol alerta sobre o arrastão do “El Efecto Iguazú”

el-efecto-iguazuTrabalhadores devem ficar atentos ao “Efeito Iguaçu”, sugere produção audiovisual

Em 2001, trabalhadores da empresa espanhola Sintel se unem por uma causa: o direito de ter um emprego. Milhares de pessoas se juntam no chamado “Acampamento da Esperança” com objetivo de recuperar suas funções. Esse movimento por justiça social e dignidade foi registrado no belo documentário “El Efecto Iguazú”, que desnuda a pior face das privatizações que assolaram o globo nas últimas décadas.

“Iguazú” aqui vem do Rio Iguaçu e das Cataratas do Iguaçu. A primeira reação ao ver as famosas quedas d´água estampadas na capa do DVD é imaginar qual a ligação do movimento espanhol com o atrativo turístico da Argentina e do Brasil. Para saber a resposta é preciso buscar entender a crítica do trabalho ao capitalismo.

Em 1996, a Sintel é vendida de forma obscura para um empresário cubano-estadounidense por quase 5 milhões de pesetas (moeda da Espanha na época). A partir dessa venda, a Sintel começou a cair. Em 1999, é decretada falência. A empresa é então vendida por uma mixaria. Os funcionários são informados da demissão em massa da manchete de um diário nacional.

Foi por causa dessa situação que os trabalhadores decidiram protestar em frente ao Ministério de Ciência e Tecnologia, em Madri. O que começou como um simples ato de protesto cresceu, e se tornou num enorme acampamento, onde 1.800 funcionários e suas famílias reivindicavam seus trabalhos de volta. As primeiras barracas foram montadas em 4 de agosto de 2001 e lá permaneceram por 18 meses.

A produção audiovisual reúne diversos formatos para retratar os seis meses de acampamento, com depoimentos, matérias de rádios, matérias jornalísticas e filmagens dos próprios manifestantes. Um dos depoimentos de destaque é do prêmio Nobel José Samarago. A trilha sonora inclui músicas de Manu Chao e Reverendo.

Somente no fim do documentário, de 90 minutos, surge o “Efeito Iguaçu”. O desfecho mostra as Cataratas num contexto diferente. O atrativo –mundialmente conhecido pela magnitude, pela natureza, pela magia das águas, pela espiritualidade–, ganha novo sentido na película. Uma grande mensagem poética inquietante.

Para assistir ao documentário, acesses os links:

http://www.dailymotion.com/video/xw5vh_el-efecto-iguazu

http://video.google.com/videoplay?docid=2493365263662596392#

Ficha técnica
“El Efecto Iguazú”
Direção: Pere Joan Ventura
Roteiro: Georgina Cisquella e Pere Joan Ventura
Música: Manu Chao, Reverendo
Fotografia: Alberto Molina
Edição: Anastasi Rinos
Elenco: Adolfo Jiménez, Valeriano Aragonés, Rafael Emper, Francisco Manzano, José Ballesteros
Ano: 2003
Gênero: Documental
Duração: 90 minutos

(Portal H2FOZ – Letícia Lichacovski)

Serviço
PCB Foz do Iguaçu
www.pcbparana.blogspot.com
E-mail: pcbparana@gmail.com

3 comentários em “Documentário espanhol alerta sobre o arrastão do “El Efecto Iguazú”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.