Dia de luta da classe trabalhadora

Veja o documento assinado pelo PCB em conjunto com outras organizações de esquerda

Participe do ato público na sexta-feira, às 9h, na Praça da Bíblia

Sempre é importante lembrar o significado do Dia 1º de Maio. Afinal essa data não é um dia de descanso, nem de festa. Precisamos resgatar essa data como um dia de luta dos trabalhadores pelo direito de se organizar para conquistar suas reivindicações, e como um dia de luta dos trabalhadores contra os efeitos da crise.

Todos temos algo em comum: vivemos do nosso trabalho! Portanto fazemos um chamado aos trabalhadores para, juntos, realizarmos um dia de luta e reivindicação, de cobrança dos nossos direitos e de denúncia dos desmandos de um sistema econômico que vive a partir da exploração do nosso trabalho.

É importante discutirmos o significado da crise que estamos vivendo. E mais importante ainda é entendermos que esta é uma crise que ocorre justamente por causa da desorganização do capitalismo. E, mais uma vez na história, os donos do capital e os governos querem que nós, trabalhadores, paguemos a conta para eles continuarem lucrando sobre a exploração do trabalho.

Não vamos pagar a conta de uma crise que não é nossa! Além disso, devemos denunciar as entidades que dizem estar ao lado dos trabalhadores, mas que na realidade estão junto aos patrões e o governo. Essa é a política, por exemplo, da CUT, CGT e a Força Sindical, que negociam a redução de salário e a retirada dos direitos, o que não garante nem os empregos.

■ Nenhum direito a menos, avançar nas conquistas;
■ Fim das demissões e contra as readmissões com salários e condições de trabalho inferiores;
■ Contra o banco de horas ■ Pela redução da jornada sem a redução de salários e direitos;
■ Contra a suspensão dos contratos de trabalho;
■ Contra as condições precárias de trabalho que causam inúmeras doenças;
■ Medida provisória do Governo Federal garantindo estabilidade de emprego;
■ Não pagamento das dívidas externas e internas;
■ Não financiamento ao FMI e aplicação de recurso em ações de garantia aos trabalhadores;
■ Reforma agrária e moradia digna a todos;
■ Contra a criminalização do movimento sindical, popular e estudantil
■ Soberania sobre os recursos naturais.

APP SINDICATO – NS Foz do Iguaçu
CASA DO TEATRO
CONLUTAS
GUATÁ – CULTURA EM MOVIMENTO
INTERSINDICAL
MST
SINDICATO DOS JORNALISTAS – FOZ

Serviço
PCB Foz do Iguaçu
www.pcbparana.blogspot.com
E-mail: pcbparana@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.