Ivan Pinheiro em Foz: trabalhadores revelam anseios comuns

Trabalhadores de diferentes áreas participaram do debate sobre a realidade brasileira e as eleições com Ivan Pinheiro, candidato a presidente pelo PCB. Pinheiro apresentou as razões da participação do Partido Comunista Brasileiro nesse momento de falsa democracia representativa.
 
Representantes da comunidade árabe, sindicalistas, lideranças populares, estudantes, jornalistas, produtores culturais, artistas, ambientalistas, professores, pedagogos, além de dirigentes de partidos aliados prestigiaram o encontro, realizado no último dia 16 em Foz do Iguaçu.

 
O debate, realizado à noite, fez parte da agenda do comunista na cidade. À tarde, Pinheiro debateu os rumos da classe trabalhadora com dirigentes sindicais. Depois, num encontro com membros da comunidade árabe residente na fronteira, reforçou o apoio incondicional à causa Palestina e aos países do Oriente Médio.



Para o jornalista Aluízio Palmar, a frente de esquerda precisa ser agora. “O PCB está mostrando outra forma de ver as coisas. O Partido está apresentando outra forma de ver a realidade, a economia, a política e o Brasil. O Ivan está provocando a reflexão, desempenhando um papel histórico no País”, afirmou o militante. “É preciso construir a militância para outras lutas como uma eleição”, completou.

A professora e dirigente sindical Cátia Ronsani mostrou preocupação para fazer os enfrentamentos do dia a dia, em especial na hora de unir organizações de esquerda e progressistas em meio a tanto “falsos partidos de esquerda e oportunistas”. “Como fazer a articulação entre todos sem criar confusão ?”, indagou. Cátia questionou ainda até que ponto a participação nas eleições pode colaborar com a esquerda autêntica.


O presidente do PSOL em Foz, médico psquiatra José Elias Aiex, lançou uma pergunta aos participantes do encontro. “Os partidos devem lançar uma campanha para a direita: Por que o Brasil, dono da oitava economia do mundo, tem o 75ª IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Planeta?”, provocou o funcionário público. Já Ivan respondeu com outra pergunta: “De fato, e por que o Brasil, dono da oitava economia do mundo, é o terceiro país mais desigual do mundo?”.

Para Aiex,
a sociedade está doente. O antidepressivo deveria ser colocado na caixa d´água das casas. “Os valores do capitalismo estão aí: o individualismo, a competição, o consumismo e o imediatismo. Nós temos que ter a capacidade para mostrar isso a população. Nós temos que ter a competência para mostrar isso à população”, completou o presidente do PSOL em Foz.

O líder comunitário Jurandir de Moura, popular “Latinha”, antes de colocar sua ponderação, taxou: “Nessa história de partidos de esquerda, não tem muito que falar, ou é ou não é de esquerda. Ou é da luta em defesa dos trabalhadores ou não é”, resumiu. “Não está tudo acabado com essa polarização (entre PT e PSDB –e seus aliados). É preciso montar um bom projeto de esquerda. A verdadeira luta começa após as eleições”, afirmou.

O designer gráfico Claudio Siqueira, o Tuige, disse que esse é o momento de fortalecimento do Partido, de organização da juventude, dos trabalhadores. “O PCB é um partido popular, financiado única e exclusivamente pelos trabalhadores, temos que aproveitar o momento eleitoral para a divulgação do marxismo e do comunismo”, resumiu Claudio, que teceu críticas à juventude que hoje atua como apêndice de governantes.

Já o encarregado de manutenção, colunista político e assessor sindical, Luis Carlos, demonstrou inquietação com os rumos dos trabalhadores, em especiais dos sindicais e das centrais sindicais. A própria subsistência dos sindicais, segundo ele, deve ser revista, vista a contribuição obrigatória em determinadas situações que acabam mantendo estruturas pelegas.

O músico revolucionário Chiquinho do Charango brincou ao dizer que não pode mais queimar pneus como forma de protesto porque a prática hoje é considerada prejudicial ao meio ambiente. “Sou revolucionário. Toco e canto porque não posso dar tiro. Por isso eu toco sem perder o tom“. Veja seus dois clips no YouTube: vídeo 1 e vídeo 2.

Representantes da comunidade árabe prestigiram encontro
Sindicalistas durante encontro com Ivan Pinheiro
Reunião com representantes da comunidade árabe da fronteira
Serviço
PCB Foz do Iguaçu
www.pcbparana.blogspot.com
E-mail: pcbparana@gmail.com

27 comentários em “Ivan Pinheiro em Foz: trabalhadores revelam anseios comuns

  1. 336328 603270Particular paid google internet pages offer complete databases relating whilst individual essentials of persons although range beginning telephone number, civil drive public records, as properly as criminal arrest back-ground documents. 989313

  2. 494409 139542It is truly a fantastic and valuable piece of information. Im happy that you just shared this beneficial info with us. Please stay us informed like this. Thank you for sharing. 261548

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.